O Santos pausou a contração de novos jogadores para o time com o intuito de equalização de dívidas e deficit de receitas.

Apenas dois jogadores foram contratados para dar reforço ao Santos: Madson e Raniel.

Suas metas atuais são de diminuir a folha salarial e o limite máximo mensal pago a um jogador, baixar a idade média do elenco, aumentar o percentual dos direitos econômicos e, trazer mais atletas da formação ao grupo principal.

A proibição da FIFA para novos contratos vem a calhar. O Santos foi punido e não pode registrar vínculos na CBF pela dívida com o Hamburgo (ALE) de 4 milhões de euros (R$ 22,7 mi) por Cleber Reis.